Acessibilidade é um assunto importante para pessoas com vários tipos de deficiências, mas aqui o foco será na acessibilidade de jogos para os deficientes visuais. Continue lendo e saiba como um jogo pode ser jogado por quem não enxerga.

Acessibilidade de Jogos para Deficientes Visuais: uma Introdução Básica

Depois de completar 100% do seu jogo favorito, abrindo todas as armas, itens e níveis e com a melhor pontuação possível, você acha que já sabe tudo sobre esse jogo, não existem mais desafios. Sim, existem. Vamos fazer um pequeno exercício de meditação:

Coloque o seu jogo favorito em seu console de videogame. Ligue a TV e/ou o console. Agora, feche os olhos. Respire fundo e relaxe... Tente jogar e não abra os olhos, não importa o que aconteça.

Alguns momentos depois ...

O quê? Game over? Se sim, tudo bem. Se não, parabéns.

Certo. Não foi exatamente um "exercício de meditação". Mas se você tentou fazer, já deve ter uma ideia sobre como um deficiente visual jogaria, e também deve ter notado que fazê-lo sem visão não é algo tão fácil. Se você teve bons resultados e não um game over, isso pode significar duas coisas: você é muito bom mesmo e/ou este jogo é bastante acessível para deficientes visuais.

O que Torna um Jogo Acessível a Jogadores que não Enxergam?

Principalmente o áudio. Pode ser óbvio, talvez você já tenha usado os sons para se orientar, para saber de onde o inimigo vinha antes mesmo que ele aparecesse na tela. Se o jogo tiver som estéreo (a maioria deles hoje em dia tem) e sons diferentes para cada evento (como passos, ruídos do ambiente, movimentos dos inimigos, tiros etc), é possível fazer e isso pode se tornar natural, mesmo para algumas pessoas que enxergam.

# # Outras coisas que tornam os jogos mais acessíveis para deficientes visuais # #

Embora o som seja o fator mais importante, existem outras coisas a considerar, que em sua maioria trabalham junto a ele e são relacionadas à interface e aos controles. Algumas delas são:

  • Diálogos falados durante a história do jogo e/ou orientando o jogador em sua jornada (tutoriais falados, alertas sobre a aproximação de inimigos etc.). (é muito difícil encontrar jogos com 100% dos diálogos falados)
  • Músicas diferentes para lugares diferentes. (bastante comum)
  • Mudanças na música ao entrar em uma batalha. (mais comum em RPGs)
  • Vibração do controle em certas ações (por exemplo, quando o personagem principal é atingido). (bastante comum)
  • Alertas sonoros que indiquem que seus personagens estão quase morrendo (visualmente falando, quando a barra de vida está "no vermelho"). (não muito comum)
  • Menus cujos controles seguem padrões lógicos. (não muito comum)
  • Ao andar contra uma parede, ou é emitido um som alertando que o personagem esbarrou em algo sólido, ou ele para de se mover. (muito raro. Na maioria dos jogos, ao tentar andar e há algo sólido à frente, ou o personagem anda se "arrastando" na parede, ou enrosca e fica tentando avançar sem sair do lugar, enquanto os sons dos passos continuam como se ainda estivesse andando por um caminho normal)

Um problema é que a maioria dos jogos implementa apenas um ou outro dos itens citados, mas raramente todos. Por exemplo, os jogos de Zelda (do Nintendo 64 em diante) têm áudio estéreo, música e sons diferentes para cada ambiente, alteração na música ao entrar em batalhas, alerta quando o personagem está "nas últimas", mas não têm diálogos falados.

Que jogos são acessíveis? #

Pode não parecer, mas muitos dos deficientes visuais gostam de jogos. Infelizmente, jogos (100%) acessíveis são poucos e isso não deve mudar tão facilmente, já que a demanda e o número de jogadores com deficiência (não necessariamente visual) é considerado muito pequeno e atendê-los não é prioridade para a maioria das empresas de jogos, e/ou os desenvolvedores não sabem como implementar os recursos de acessibilidade. Para evitar esses problemas e dar algo que os deficientes visuais pudessem jogar, alguns jogos foram criados especialmente para eles. São em sua maioria baseados em áudio, apenas com som e sem imagens. mas a jogabilidade desse tipo de jogos tende a ser limitada, fazendo com que os jogadores cegos queiram mais. Muitos deles querem jogar os jogos "normais" tradicionais, aqueles que todo o mundo joga. Com isso, os problemas de inacessibilidade voltam, forçando os jogadores com deficiência visual a se esforçarem por tentativa e erro para descobrir maneiras de jogar.

Os jogos tradicionais mais acessíveis foram por um bom tempo (e ainda são) os de luta. Algumas das vantagens deste tipo de jogo são as seguintes: - Existem apenas duas direções para ir (esquerda e direita). - Os personagens costumam ser grandes, de modo que jogadores deficientes visuais (não totalmente cegos) podem se orientar mais facilmente. - A maioria desses jogos tem som estéreo, possibilitando saber se o adversário está à esquerda ou à direita. - Cada golpe / técnica tem um som diferente (por exemplo, um grito de batalha diferentes para cada golpe/personagem), então é possível saber o que está por vir.

Há até mesmo um jogador cego que venceu muitos oponentes com visão no Mortal Combat (mais informações neste artigo).

Outros jogos que acabam sendo acessíveis são aqueles que giram em torno da música, como Wii Music e Rock Band. O primeiro é mais fácil porque é uma questão de balançar o Wiimote na hora certa, enquanto que no último, o jogador cego deve conhecer a música e saber de antemão o que faz cada botão em cada situação/instrumento/música, o que pode ser alcançado apenas por tentativa e erro, mas é possível.

E por último, não sei se outros deficientes visuais também se interessam ou já experimentaram essas opções, mas cito os jogos de Pokemon como os mais acessíveis que conheço, contendo a maioria dos recursos citados e outros não citados e merecem um artigo separado (pretendo escrever mais sobre eles em um post futuro). São os únicos jogos que conheço contendo o recurso que "alerta" ao esbarrar em paredes.

Para Fechar

Esta foi apenas uma introdução básica. Como uma jogadora deficiente visual, pretendo escrever mais sobre este assunto, bem como postar demos e dicas de acessibilidade para jogos específicos. Se você também for um, ou mesmo se não for mas descobrir alguma dica enquanto joga (de olhos fechados ou não), pode compartilhá-las entrando em contato e eu as colocarei aqui no site.